Receba nossas notícias em seu e-mail:

Saiba como fazer carreira em Gestão de Pessoas

gestão de pessoas

Compartilhe essa notícia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

ESTÁ SEM TEMPO? BAIXE AQUI O ARTIGO PARA LER DEPOIS

Vamos começar entendendo que carreira não é apenas a ocupação de um cargo? A gestão de carreira na empresa é a principal ferramenta para impulsionar o desenvolvimento da própria empresa.

Além disso, a gestão de carreiras contribui para que os colaboradores tenham à frente um caminho a ser percorrido levando em consideração todas as experiências aprendidas pelos profissionais.

gestão de pessoas

Gerir uma carreira é muito mais do que traçar um plano. Trata-se de desenhar trajetórias para quem estiver disposto a crescer profissionalmente e se desenvolver dentro da empresa.

Portanto, sempre temos os colaboradores ávidos pela ascensão profissional, usando de suas competências, habilidades e interesses para isso. Enquanto do outro lado, tem-se as organizações com seus objetivos e metas que somente serão alcançados por meio do trabalho das pessoas.

O desafio é justamente alinhar estes dois lados tornando ainda mais possível conciliar tantos os interesses individuais e todos seus aspectos quanto os interesses da empresa.

Isto tornará o ambiente organizacional muito mais favorável e motivado ao desenvolvimento que tanto deseja alcançar!

Gestão de carreira: como é sua estrutura?

Toda empresa tem uma função ampla que existe dentro da organização de modo independente. 

Vários tipos de trajetórias de carreira já são associados aos processos da organização e caberá aos gestores de carreira organizar estas trajetórias.

Feito isto, tudo se tornará mais simples e será o momento certo para adotar uma estrutura de carreira que deverá ser seguida à risca pela empresa.

  •       Carreira em linha

Neste tipo, os trabalhadores ficam sem nenhuma opção. Todos em suas posições seguindo para o mesmo caminho. Sem alternativas, os colaboradores desanimam, pois não enxergam perspectivas para alcançar o topo, que é ocupado constantemente pela gerência.

  •       Carreira em rede

É exatamente como uma rede. O colaborador se depara com mais poder de escolha e consegue se atentar no trabalho que desempenha e também na estrutura da empresa. Ou seja, cada posição ocupada se vê diante de muitas opções de carreira.

  •       Carreira Paralela

Já ouviu falar sobre a carreira em Y e a carreira em W? Pois é aqui que elas se encaixam. Nela, o trabalhador poderá assumir na empresa uma sequência de muitas posições, sempre sendo orientado a seguir ou na carreira profissional ou na carreira gerencial.

Análise de trabalho: uma das etapas da gestão de carreira

A análise de trabalho é fundamental para a gestão de carreira. Afinal, gerir é muito mais do que definir uma estrutura profissional.

Gerir uma carreira é também um método utilizado para descrever o tipo de trabalho, as competências e as habilidades que o trabalhador tem ficando mais apto a desempenhar com louvor sua função. 

Existem quatro pilares que sustentam a gestão de carreira, sendo eles: aptidões, conhecimentos, habilidades e outras características, que são muito importantes para que o trabalho seja bem realizado. 

O conhecimento é imprescindível para que o trabalhador consiga desempenhar seu trabalho. Já a habilidade está relacionada às tarefas que o indivíduo tem a capacidade de realizar.

 Também é preciso levar em conta a aptidão que está relacionada ao talento de aprender rápido sobre alguma função e também as características pessoais que complementam todo esse conjunto de valores.

Com esses quatro pilares bem identificados e reconhecidos na gestão de carreira, a empresa consegue visualizar qual o tipo de profissional ela irá precisar em cada setor e em cada função.

Inclusive, incorporando treinamentos específicos e direcionados a tornar ainda mais aptos todos os colaboradores que vão assumir cargos e funções na organização.

Gestão de Carreira e a participação dos colaboradores

É fato que os próprios colaboradores também querem participar do processo de gestão de carreira e, para isso, tudo irá depender dos profissionais de Recursos Humanos.

É necessário que estes profissionais estejam próximos aos colaboradores e interajam com eles, ouvindo seus anseios, expectativas, sugestões e tudo o que esperam do plano de carreira que a empresa oferece.

Ou seja, uma função estratégica que o RH irá desenvolver fazendo a mediação entre os colaboradores e o gerente ou supervisor de determinado setor da empresa.

Já que o gerente está mais próximo e conhece melhor as habilidades de cada um. Com isso, torna-se mais fácil fazer a ‘ponte’ com o Recursos Humanos para traçar a gestão de carreira da empresa.

Com este cenário, os profissionais de Recursos Humanos conseguem ajudar os trabalhadores naquilo que eles tiverem mais dificuldade, como a própria gestão da sua carreira.

Os profissionais de RH, munidos das informações transmitidas pelo supervisor do setor, conseguem alinhar as necessidades dos trabalhadores com as necessidades da empresa e isto tornará a gestão de carreira bem mais eficiente.

 Todo esse sistema pode ser denominado como sistema global de Recursos Humanos. Ou seja, o alinhamento entre todos os profissionais dos mais variados setores da empresa em prol de um único objetivo, que é a gestão de carreira.  

Dessa forma, a empresa impulsiona e possibilita o desenvolvimento de muitas competências e habilidades que os colaboradores possam ter conforme a necessidade e os valores da empresa.

Gestão de carreira e sua importância nas empresas

gestão de pessoas

Já é sabido por muitos profissionais que o maior patrimônio de uma empresa é seu capital humano. Nem mesmo a tecnologia que ela aplica em sua produção ou o dinheiro que ela investe e lucra superam o capital humano.

Diante disso, as empresas podem classificar seus trabalhadores em três categorias. Aqueles que são mais motivados e demonstram muita competência, podendo até serem líderes.

Eles demonstram muito comprometimento com a empresa e buscam crescer profissionalmente junto a ela. A capacidade de adaptação é excelente. Em contrapartida, têm-se também os trabalhadores que, embora sejam esforçados, não demonstram motivação e preferem ser liderados.

Estes também se sentem mais confortáveis diante da estabilidade e não gostam de mudanças, trabalham bem, mas apenas para ter a sensação de dever cumprido.

E, por último, a gestão de carreira identifica aqueles colaboradores que são minimamente esforçados e fazem somente o que está designado para que seja feito.

Sem nenhum esforço a mais. Estes trabalhadores têm pouco comprometimento com a empresa e seu único objetivo é tão e somente manter o atual emprego, sem almejar qualquer crescimento profissional dentro da organização.

Gostou deste nosso artigo? Quer saber mais sobre a Gestão de Carreira como profissão? 

Continue acompanhando nosso blog e acesse o site da Nith Treinamentos e fique por dentro de todas as informações sobre Gestão de Carreira e de Pessoas.  

1 comentário em “Saiba como fazer carreira em Gestão de Pessoas”

Deixe um comentário