Receba nossas notícias em seu e-mail:

Revisão de normas prometida por Bolsonaro aumentará acidentes de trabalho?

Compartilhe essa notícia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Governo vai rever normas de saúde e segurança do trabalho para “desburocratizar” o setor. Advogado explica o que são essas regras.

O presidente Jair Bolsonaro disse por meio do Twitter  no dia 13 de maio que o governo federal vai rever normas de segurança do trabalho para “desburocratizar” o setor.

A proteção da saúde do trabalhador é uma das principais preocupações do Direito do Trabalho. Há normas exigindo essa proteção na CLT, na Constituição Federal e em tratados internacionais, como as convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

O respeito e cumprimento a essas normas é de grande importância. No Brasil, conforme dados do antigo Ministério da Previdência e Assistência Social, em 2011 ocorreram 711.164 acidentes do trabalho. Esclarecemos que caracteriza acidente do trabalho o incidente ocorrido pelo exercício do trabalho a serviço do empregador, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte, a perda ou a redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.

Além disso, também são considerados acidente do trabalho não apenas esses incidentes, mas também outras hipóteses, como a doença adquirida pelo trabalhador em razão do exercício do trabalho, tal como ocorre em relação à LER, e o acidente sofrido no trajeto de casa para o trabalho e vice-versa.



Fonte:
Exame

 

Mesmo com mudanças previstas nas NRs as informações de SST ainda serão enviadas para o eSocial.

Inscreva-se agora no Curso SST no eSocial e esteja preparado para essa fase que é considerada uma das mais críticas do eSocial!

E não fique preocupado com as possíveis mudanças, pois o curso será atualizado quando ocorrer alguma alteração na legislação de SST e do eSocial.

 

Deixe um comentário