Receba nossas notícias em seu e-mail:

Quando deverá ser utilizado o PER/DCOMP

Compartilhe essa notícia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Muitos profissionais de Departamento Pessoal estão sentindo dificuldades quando precisam utilizar o PER/DCOMP Web ou o Programa, pois não era uma prática comum de seu dia a dia. 

Porém, com a DCTFWeb não poderão mais ser compensados posteriormente os saldos não utilizados no mês, esses deverão ser informados na PER/DCOMP. 

É nesse momento que surgem as dúvidas, qual pedido devo utilizar?  

Confira a baixo os quatro tipos de pedidos na PER/DCOMP: 

 1 – Pedido de Restituição: é o pedido utilizado quando o contribuinte pagou um valor a maior ou em duplicidade, esse valor será restituído em conta corrente do contribuinte com correção de juros Selic acumulada. Caso demore para o valor ser restituído e nesse tempo de espera surja um débito do contribuinte com a Receita Federal, este poderá escolher compensar o valor de restituição com esse débito, isso poderá ser feito utilizando uma DCOMP (Declaração de Compensação) baseada no pedido de restituição já feito, onde será informado o número da PER/DCOMP já enviada; 

2 – Pedido de Reembolso: o reembolso é uma espécie de restituição utilizada para valores de salário-família e salário-maternidade; 

3- Pedido de Ressarcimento: esse tipo de pedido envolve benefícios fiscais, assim deve ser verificado as regras específicas para o tipo de benefício que está sendo motivo do pedido de ressarcimento. O contribuinte pode optar pelo ressarcimento em espécie ou um crédito para ser destinado a uma compensação. Por ser um benefício fiscal não tem a correção de juros Selic acumulada; 

4- Pedido de Compensação: é o pedido onde no mesmo processo é informado o crédito e o débito, pode ser compensação integral ou parcial. 

Essas informações fazem parte de uma aula do Curso Como fazer o PER/DCOMP (Web e Programa), com o Professor Paulo Gomes. 

Confira abaixo o vídeo dessa aula: 

[video_player type=”embed” style=”1″ dimensions=”853×480″ width=”853″ height=”480″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″ ipad_color=”black”]PGlmcmFtZSB3aWR0aD0iNTYwIiBoZWlnaHQ9IjMxNSIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC82c25SblNia3dXWSIgZnJhbWVib3JkZXI9IjAiIGFsbG93PSJhY2NlbGVyb21ldGVyOyBhdXRvcGxheTsgZW5jcnlwdGVkLW1lZGlhOyBneXJvc2NvcGU7IHBpY3R1cmUtaW4tcGljdHVyZSIgYWxsb3dmdWxsc2NyZWVuPSIiPjwvaWZyYW1lPg==[/video_player]

Não envie informações incorretas e esteja preparado para todas as situações de pedidos que possam ocorrer. 

Inscreva-se agora no Curso Como fazer o PER/DCOMP (Web e Programa) e NÃO seja o profissional que faz os processos por dedução e sem o conhecimento necessário. 

O Professor Paulo Gomes é Consultor Tributário, com larga experiência em Auditorias em grandes empresas, com ênfase nas Contribuições Sociais, destacando as Contribuições Previdenciárias, o PIS/PASEP e a COFINS. Palestrante com experiência em Treinamentos e Cursos em geral. Foi integrante da Equipe Especial de Análise de Direitos Creditórios e Compensação vinculada da DERAT – Delegacia de Administração Tributária da Receita Federal do Brasil. 

 

Um abraço,  

Marileisa Gonçalves – Analista de Conteúdo Nith Treinamentos.  

Fica autorizada a publicação e o compartilhamento desde que citadas autora e fonte: www.zenaide.com.br 

 

 

 

Deixe um comentário