Receba nossas notícias em seu e-mail:

INSS: Conheça o projeto piloto que iniciará nesta semana

inss

Compartilhe essa notícia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Com a intenção de otimizar o processo de prova de vida, INSS inicia projeto piloto nesta semana 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em parceria com a Secretaria de Governo Digital (SGD) do Ministério da Economia e com a Dataprev vai começar a partir do dia 20 de agosto, o projeto piloto da prova de vida digital. O projeto permite que o beneficiário consiga comprovar a vida por meio da biometria facial. 

Na primeira etapa, cerca de 300 mil beneficiários de todo o país serão contatados por meio de mensagens enviadas pelo Meu INSS, pela Central 135 e por e-mail para fazer o teste. 

É necessário que os selecionados para a primeira fase tenham carteira de motorista e título de eleitor, pois para fazer a leitura facial dos cidadãos, será utilizada a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Detran) e a do Tribunal Superior Eleitoral. Independente de ainda estar na fase de testes, a prova de vida por biometria feita pelo beneficiário nessa primeira fase será efetivada, assim o segurado não precisará ir até uma agência bancária para realizar o processo 

O processo é feito por reconhecimento facial, utilizando da câmera do celular do cidadão, através do aplicativo do Meu INSS e do aplicativo do Governo Digital, e vai apontar se realmente é a pessoa cujo CPF foi informado no cadastramento do INSS. O ícone para a prova digital só estará disponível no aplicativo para os beneficiários que foram selecionados e contatados 

Esse sistema apresenta diversas vantagens, tal como não precisar de uma senha, tendo em vista que muitas pessoas têm dificuldade de memorizar ou criam padrões fáceis de serem fraudados. E durante a pandemia, é uma forma de evitar aglomerações, e tornar o atendimento mais fácil para idosos com dificuldade de locomoção.  

Apesar de ser dificilmente fraudado, o vazamento do código do reconhecimento facial é algo muito mais sério do que uma senha, por exemplo, já que a segunda pode ser trocada a qualquer momento, enquanto o rosto permanece sempre o mesmo. 

No momento, para continuar recebendo o pagamento, é necessário que o beneficiário vá pessoalmente até agência bancária em que recebe o dinheiro para atestar que está vivo.  Com exceção para pessoas com dificuldade de locomoção e maiores de 80 anos, que podem fazer o agendamento de prova de vida hospitalar ou domiciliar.  

Vale lembrar que quem não faz a prova de vida pode ter seu benefício cancelado. 

Quer se tornar um profissional do departamento pessoal, mas não sabe por onde começar? Então clique aqui e garanta sua vaga no curso DP e eSocial do Zero, para aprender as principais rotinas do DP, e se tornar um profissional de destaque.  O curso fornece um certificado de 20 horas, além de contar com lives semanais para tirar as dúvidas. Vai perder essa oportunidade?

Deixe um comentário