Receba nossas notícias em seu e-mail:

Fórum debate desafios para a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

Compartilhe essa notícia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Diretor da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho alertou na Câmara dos Deputados que inserção de pessoas com deficiência exige a participação de toda a sociedade.

Cerca de 50% das empresas brasileiras cumprem a Lei de Cotas (Lei 8.213/91), referente à inclusão de pessoas com deficiência (PcDs) no mercado de trabalho.

Foi o que informou o diretor de Programas da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, Benedito Adalberto Brunca, nesta terça-feira (2), durante o Fórum Nacional de Empregabilidade das Pessoas com Deficiência, realizado pela Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados.

“Cumprir a Lei de Cotas é o mínimo a fazer. Temos de ir além. Em tese, dentro dessa lei, existem cerca de 400 mil oportunidades de vagas para serem ocupadas por profissionais qualificados no mercado de trabalho, mas é importante expor que o Estado não consegue isoladamente superar esse desafio e que é preciso sensibilizar toda a sociedade”, destacou Benedito Brunca.

Ele salientou que a área de fiscalização da Secretaria de Trabalho tem atuado para conscientizar as empresas sobre a lei e, quando necessário, feito notificações. Segundo Brunca, em 2016, 2017 e 2018 foram emitidos, respectivamente, 2.076, 2.500 e 3.285 autos de infração, todos relacionados ao cumprimento da Lei das Cotas para PcDs.

O diretor de Programas da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho enfatizou que é necessário investir em qualificação profissional para ampliar as condições de empregabilidade dos PcDs.

Outra frente prioritária, nesse sentido, é a revisão das Normas Regulamentadoras (NRs). “Do mesmo jeito que precisamos formar e qualificar as pessoas, também precisamos modernizar e simplificar a legislação continuamente”, disse Brunca. “A discussão é como fazer melhorias dentro do processo normativo que facilitem a conjugação dos esforços dos que procuram oportunidade com os que oferecem. Todos estamos buscando diminuir o grau de dificuldades enfrentadas para a inserção dessas pessoas de uma maneira efetiva, plena e produtiva do ponto de vista do mercado de trabalho”, afirmou.

Fonte: Ministério da Economia (Secretaria Especial de Previdência e Trabalho)

Deixe um comentário