ESTÁ SEM TEMPO? BAIXE AQUI O ARTIGO PARA LER DEPOIS

Com a notícia de quem recebeu o Auxilio Emergencial terá que devolver o dinheiro aos cofres públicos, muitas pessoas estão se perguntando como fazer a devolução do benefício ao Governo Federal.

Auxilio Emergencial

Segundo dados da Controladoria-Geral da União, o benefício foi recebido indevidamente por pessoas que não se enquadram nos requisitos para receber o auxílio emergencial, no valor de R$ 600 por mês. Para que você entenda como fazer o procedimento, confira aqui o passo a passo para devolver os valores.

nithflix

Como fazer a devolução Auxílio Emergencial?

Auxilio Emergencial

O Ministério da Cidadania disponibilizou uma página para devolução do benefício, que é a devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br. Ao acessar, basta seguir os procedimentos citados abaixo:

nithflix
  1. Informe o CPF do beneficiário que irá fazer a devolução;
  2. Selecione a opção de pagamento da GRU – “Banco do Brasil” ou “qualquer banco”.

Para pagamento no Banco do Brasil, basta marcar a opção “Não sou um robô” e clicar no botão “Emitir GRU”. No caso dos pagamentos em outros bancos, será preciso informar o endereço do beneficiário, de acordo com as informações que serão solicitadas após selecionar “Em qualquer Banco”, marcar a opção “Não sou um robô” e clicar no botão “Emitir GRU”.

Com a GRU, você pode fazer o pagamento nos diversos canais de atendimento dos bancos, nos terminais de autoatendimento e também nos guichês de caixa das agências.

Auxílio Emergencial: recebimentos indevidos

auxilio_emergencial

De acordo com a Controladoria-Geral da União, cerca de 206 mil pagamentos apresentam indícios de irregularidade somente na primeira parcela. Já na segunda, são mais de 37 mil pagamentos. Em maio, a CGU contabilizou mais de 318 mil agentes públicos na lista de recebimento do auxílio.

Os dados foram realizados pela CGU em parceria com o Ministério da Cidadania, para evitar desvios e fraudes no pagamento dos R$ 600 e garantir que o benefício seja pago para as pessoas que realmente se enquadram nos parâmetros determinados pelo governo.

Vale lembrar que, com o objetivo fornecer proteção emergencial no enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus, o Auxílio Emergencial foi criado para auxiliar trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregado.

Gostou do artigo?

Continue atento, porque aqui, no nosso blog, você encontra os mais diversos assuntos ligados à área trabalhista, contábil, de Recursos Humanos e de Saúde e Segurança do Trabalho.

E para você ter mais informações detalhadas sobre o passo a passo para o dimensionamento da CIPA basta conferir a Live sobre esse assunto clicando aquiAproveite também e acesse o site da Nith Treinamentos e veja todos os cursos online que já temos disponíveis!

 E se você não quer perder nenhuma novidade da área, fique ligado também nas nossas redes sociais, pois sempre trazemos informações recentes sobre o que está acontecendo neste período de calamidade pública no nosso país.

 Siga-nos no Facebook, no Instagram e se inscreva no canal da Nith Treinamentos, no Youtube. Receba conteúdos gratuitos e materiais exclusivos. Clique aqui e faça parte do Canal Oficial do Telegram, da Nith. No canal você terá acesso a aulas gratuitas, materiais para download, ebooks gratuitos, e grupo de discussão sobre Departamento Pessoal e eSocial!

 

Publique seu artigo

Deixe uma resposta