ESTÁ SEM TEMPO? BAIXE AQUI O ARTIGO PARA LER DEPOIS

Uma das medidas emergenciais mais polêmicas da MP 927/2020 é, justamente, esta que trata da rescisão e suspensão do contrato de trabalho, durante a pandemia do Coronavírus – COVID-19.

E nesse fogo cruzado entre empregador e funcionários ficam os profissionais do Departamento Pessoal orientando dentro daquilo que é possível e viável para ambas as partes.

suspensão contrato trabalho 2

nithflix

Lembrem-se que o Departamento Pessoal não é setor Jurídico e está impossibilitado de ter as tomadas de decisões pela empresa. As orientações que são dadas pelo DP são feitas de forma preventiva.

A decisão será sempre tomada pelo empregador. E, neste artigo, vamos tratar de modo preventivo sobre este assunto da rescisão e suspensão do contrato.

nithflix

Quando a empresa deve optar pela rescisão e suspensão do contrato de trabalho?

Muitas empresas tiveram duas semanas seguidas de paralisação das atividades. Outras tiveram um pouco menos. Agora, aos poucos, muitas empresas estão voltando, gradativamente, a funcionar.

E com o retorno dos funcionários às suas atividades é bom ressaltar que permanecem válidas todas as medidas emergenciais trabalhistas que discutimos, aqui, no Blog da Nith, nesses últimos dias.

Inclusive, é importante que você fique atento às Legislações Federal, Estadual e Municipal para saber quais são os setores que vão começar a retornar às atividades nos próximos dias, porque esta decisão depende destas três esferas.

Mas para as empresas que já estão retomando o trabalho, talvez, a paralisação durante estes 15 dias já traga um reflexo negativo para as finanças.

E, nesta hora, é fundamental que os profissionais do Departamento Pessoal auxiliem orientando sobre o que pode ser feito em relação a manutenção dos empregos. Será que vale a pena já rescindir o contrato de imediato?

É preciso, primeiramente, esgotar todas as outras medidas emergenciais trabalhistas que traz a MP 927/2020, desde a instauração do Banco de Horas, os feriados nacionais, férias individuais ou coletivas, enfim…

suspensão contrato trabalho 3

Somente após esgotar todas essas possibilidades é que a rescisão e suspensão do contrato de trabalho se tornará uma alternativa. Até porque, em algumas situações, infelizmente, a empresa não terá um caixa extra para superar esta fase de imediato.

Mas, atenção!! Mesmo com todo essa necessidade do isolamento social, o Departamento Pessoal não pode dar o aviso de demissão ao funcionário por telefone! É preciso que ele esteja na empresa para receber o comunicado.

Também é importante ressaltar que aqueles trabalhadores que já estavam cumprindo aviso prévio antes da suspensão das atividades da empresa por conta da quarentena também tiveram suspensa contagem dos dias.

Com o retorno das atividades, o trabalhador também retoma o cumprimento do aviso prévio partindo do ponto onde havia parado.

Como fica o papel dos sindicatos na busca pela manutenção dos empregos?

Uma das sugestões aos profissionais do Departamento Pessoal é para que acionem o setor jurídico da empresa a fim de que ele busque dialogar com o sindicato da categoria.

Claro, que o sindicato não poderá oferecer muitas garantias e soluções, mas é válido unir forças para tentar resolver algumas situações pontuais, já que este cenário não será para sempre, mas, sim, por um período de tempo apenas.

O sindicato pode auxiliar nessas questões que tratam da liberação e redução de jornada e ainda poderá trazer medidas protetivas aos trabalhadores, como, por exemplo, a manutenção do emprego e da função do funcionário.

O sindicato pode acordar com o empregador para que a empresa fique impossibilitada de demitir ou contratar por um prazo determinado. Dessa forma, ele estabelece regras que protegem os trabalhadores.

A principal meta é manter o máximo de empregos possíveis e também o maior número de empresas funcionando por uma razão maior do que a econômica, que é a razão da sobrevivência.

suspensão contrato trabalho 2

Um dos setores que está sendo muito prejudicado é o hoteleiro. Vários hotéis já sentem os reflexos negativos e quedas bruscas no lucro e para equilibrar essa balança já iniciou as demissões.

Portanto, este é também um dos setores que deve, sim, acionar o sindicato para tentar encontrar uma saída menos prejudicial aos trabalhadores, já que, além da legislação trabalhista, também precisam ser consultadas outras legislações.

Rescisão e suspensão do contrato de trabalho: Departamento Pessoal deve ter cautela

Os profissionais do Departamento Pessoal precisam estar cientes de que toda essa situação pela qual o Brasil e o mundo estão passando ainda é muito insegura para todos.

Diante disso, é necessário ter cautela quanto às tomadas de decisões para não ser tão rígido perante alguma situação trabalhista. Isso porque, tudo o que é discutível tem de ser compartilhado com o Departamento Jurídico da empresa.

Os profissionais do Departamento Pessoal não devem assumir a responsabilidade pelas decisões da empresa nesse âmbito trabalhista. O ideal é que o DP apenas apresente todos os riscos e deixe o empregador ciente de todos eles.

Caso o empregador queira manter alguma decisão mais arriscada, o Departamento Pessoal deverá redigir uma carta na qual deixa claro que o empregador está ciente de todos os riscos e, mesmo assim, preferiu optar por correr estes riscos.

De qualquer forma, neste momento, os profissionais de Departamento Pessoal precisam redobrar a atenção porque o Governo Federal deverá trazer novas regras para a suspensão do contrato de trabalho. A previsão é de que isso aconteça o quanto antes.

Isso porque, o Governo Federal quando publicou a MP 927/2020 gerou muita polêmica ao permitir a possibilidade da suspensão do contrato de trabalho por quatro meses, desde que o empregado participasse de um programa de cursos de qualificação online.

No entanto, junto com essa Medida Provisória deveria também ter sido publicada uma legislação orçamentária, o que não aconteceu, gerando muita mais polêmica, instabilidade e insegurança.

Agora, a previsão é de que o Governo Federal traga, novamente, outra Medida Provisória que trate deste assunto da suspensão do contrato de trabalho, porém, desta vez, amparado nas duas fundamentações legais: a trabalhista e a orçamentária.  

Gostou deste artigo? Quer ler outros como este sempre com informações relevantes e recentes para ajudar aos profissionais do Departamento Pessoal, Recursos Humanos e Contabilidade?

Então, continue acompanhando nosso Blog da Nith e aproveite para assistir a LIVE na qual explicamos com mais detalhes sobre a rescisão e suspensão do contrato de trabalho. A LIVE já está disponível para você assistir no nosso canal do Youtube. Basta acessar aqui.

INSCRIÇÕES ABERTAS para a primeira turma do Curso Online DP e eSocial DO ZERO!

Conquiste o sucesso que você sempre sonhou no departamento pessoal mesmo que você não tenha experiência!

Você vai aprender na prática as principais rotinas do departamento pessoal para se tornar um profissional de destaque.

Curso coordenado pela Professora Zenaide Carvalho e ministrado pelos professores Débora Ignácio e Luciano Pimentel.

Inscreva-se hoje no curso e garanta bônus exclusivos. As vagas são limitadíssimas!!

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE AGORA MESMO!

Publique seu artigo

Deixe uma resposta